quarta-feira, 19 de julho de 2017

MINHA FÉ 11-OS "IRMÃOS" DE JESUS

 Creio piamente que Maria não teve outros filhos, apenas Jesus. Não preciso de prova alguma para crer nisso, mas há muitas evidências na Bíblia.
A maior evidência está em João 19, 25, quando Jesus pede que Maria vá morar com João, e João a receba como se fosse sua mãe. Se Jesus tivesse outros irmãos, estes teriam a obrigação legal de cuidarem de Maria.
Outra evidência é que a Bíblia nunca menciona “filhos de José”, como era costume, mas “irmãos de Jesus”, ou seja primos, parentes. Alguns dos apóstolos eram mencionados como filhos deste ou daquele homem, nunca mencionam as mães. Tiago, que era mencionado como irmão de Jesus não é nenhum dos dois apóstolos “Tiago”. Um é filho de Zebedeu, outro é filho de Alfeu. Nunca se diz que Maria é mãe de qualquer outra pessoa a não ser de Jesus. Nenhum deles é mencionado como “filho de José”.
Na fuga para o Egito e na volta ou também na perda de Jesus no templo, aos 12 anos, não é mencionado nenhum outro filho do casal a não ser Jesus.
Há outros exemplos de como os primos e até sobrinhos eram chamados de irmãos, como em Gênesis 11,31 e cap. 13,8 (combinar os dois textos), em que Abraão chama o filho de Lot, seu sobrinho, de “irmão”. Em algumas bíblias não católicas mais modernas, mudaram o nome “irmão” para “parente”; no original, entretanto, está “irmão”.
Na língua hebraica e aramaica não existe a palavra “primo”. Em grego, língua do novo testamento, existe, mas só foi usado uma vez, em Colossenses4,10, “Anépsios”. Nas demais vezes, a palavra usada é “adelphos”, irmão.
Neste trecho da bíblia não católica vemos como mencionam os irmãos de Jesus, e não os “filhos” de Maria, como era costume mencionar:
“Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas, com as mulheres, e Maria mãe de Jesus, e com seus irmãos“. Atos 1:14(Atos 1,14). Talvez fossem sobrinhos de Maria, ou mesmo primos.

Li não me lembro em que livro que José nunca teria tido coragem de profanar o primeiro sacrário terrestre do Filho de Deus, ou seja, o ventre de Maria. Ele a respeitava como a portadora do Messias, de Deus feito homem. E, como Maria é mãe de Jesus, que é nosso irmão, por consequência ela é também nossa mãe, por adoção. Aliás, naquela cena da cruz, ao dar Maria como mãe a João, Jesus também a deu a nós por mãe, essa mãe tão amorosa, que sempre está conosco!

Nenhum comentário:

Postar um comentário