quarta-feira, 19 de julho de 2017

MINHA FÉ 10- A CONCEPÇÃO DE JESUS

 Pode ser que alguns achem esquisitas as afirmações que digo aqui, mas lembro que eu creio na virgindade plena de Maria, que Jesus é Filho de Deus, que Maria é a Mãe de Deus, e disse sim a Deus quanto à concepção de Jesus. Só que vejo a concepção de Jesus mais pelo lado de Mateus do que a de Lucas.
      Há diferença entre o relato de Mateus e de Lucas quanto à concepção de Jesus. Ao contrário de Lucas, Mateus diz que Maria, num certo dia, percebeu que estava grávida e que isso era obra divina, pois era completamente virgem. De certa maneira Isabel “completou” o sentido da concepção de Jesus quando, em Lucas 1,39-45 relatou as palavras de Isabel: “Donde me vem que a mãe do meu Senhor me venha visitar”? A palavra Senhor em grego é Kyrios, e substitui as palavras Javé e Adonai, nomes com os quais Deus era chamado no Antigo Testamento.
Maria viveu pela fé pura, simples e humilde. Várias vezes diz o evangelho que ela “Guardava tudo isso no coração e meditava”. A comunicação da divindade com Maria deu-se como acontece atualmente: ela percebia Deus em sua vida porque era pura, humilde, cheia do amor de Deus, entregue à sua vontade. Diz Mateus 5,8: “Felizes os puros de coração porque verão a Deus”.
Penso que Lucas seguiu o “esquema” muito comum na época, de estandardizar as “anunciações” de anjos. Todas seguem um mesmo esquema, como a anunciação do nascimento de Sansão, Samuel, João Batista. Têm sempre os mesmos itens.
É preciso entender, entretanto, que Lucas não está mentindo ou inventando coisas. Só está seguindo a forma literária usada na época, para que o povo entendesse o assunto. Veja bem:
1- Maria fazia em tudo a vontade de Deus. O que Deus lhe pedisse, ela aceitaria.
2- Quando Lucas disse que o anjo (Arcanjo São Gabriel) lhe fez o anúncio, quis talvez dizer que Maria, ao perceber sua gravidez, logo viu que era ação divina e a aceitou com alegria.

3- Jesus não foi gerado por um homem, mas pelo Espírito Santo. Isso Maria também percebeu naquele momento, e Lucas diz isso pelo Arcanjo. Será que Maria entendia o Espírito Santo como nós o entendemos? Duvido. Até então a Santíssima Trindade ainda não fora revelada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário