terça-feira, 3 de maio de 2016

CRISMA 1- INTRODUÇÃO

CURSO DE CRISMA INTEGRAL PARA ADOLESCENTES DO LIVRO CEDIDO A NÓS PELO AUTOR. NÃO VAI MAIS SER IMPRESSO. 





PRIMEIRA PARTE: FORMAÇÃO HUMANA

1-INTRODUÇÃO - VAMOS NOS CONHECER? 


O catequista e os catequizandos fazem um círculo, estando todos sentados. A primeira pessoa à direita do(a) catequista diz o seu nome; a segunda pessoa fala o nome da primeira e o seu nome; a terceira pessoa fala o nome da segunda e o seu nome; a quarta pessoa fala o nome da terceira e o seu nome; a quinta pessoa fala o nome da quarta e o seu nome e assim sucessivamente até chegar ao catequista.
Essa dinâmica mostra que todos nós devemos conhecer bem, para poder nos amar. Deus nos conhece e nos ama. Ele nos conhece pelo nosso nome (Ap 2, 17b). Foi assim que Jesus e os apóstolos começaram a ter amizade, como em Jo 1, 39: "Então (Pedro e André) foram e viram onde (Jesus) morava e permaneceram com ele naquele dia".
Quando conhecemos pessoalmente alguém, deixamos de lado as fofocas e os preconceitos, temos melhores condições de gostar dessa pessoa como realmente ela é e não como os outros pensam que seja.
Em Jo 10, 14 Jesus diz: "Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas me conhecem". Quanto mais nos conhecemos, melhor podemos amar.

1-FAZENDO AMIGOS

a) Para ler: Eclesiástico 6, 14 – 17
Um amigo bom e fiel vale mais que um tesouro

b) Para conversar
1. Você tem amigos(as)? Muitos ou poucos?
2. O que você acha mais importante numa amizade?
3. Quais são os defeitos que seus amigos(as) observam em sua pessoa? Você concorda ou discorda deles?

c) Para saber
Em Provérbios 18, 24b, lemos: "Há amigos mais queridos do que um irmão". Isso quer dizer que há irmãos que não são amigos! A amizade não acontece ao acaso. Para que duas pessoas sejam amigas, é preciso várias coisas:
- devem conhecer-se bem;
- uma deve respeitar a outra em seus próprios limites e capacidades, em seu modo de vida;
- sinceridade e honestidade em todas as ocasiões;
- devem ajudar-se mutuamente no crescimento pessoal, ou seja, estarem sempre à disposição para os desabafos e os problemas. Se for preciso, devem aconselhar-se nas dificuldades e nos defeitos que uma encontra na outra;
- não podem desprezar ou fazer pouco caso das demais pessoas que não partilham a mesma amizade;
- não devem aproveitar-se uma da outra.
Isso tudo também se aplica à amizade entre pais e filhos, esposo e esposa, irmão e irmã, colegas de trabalho etc.
Sem um entrosamento num círculo bem amplo de amizades, ninguém consegue crescer no amor e na partilha, não progride muito na vida.

d) Para viver
A verdadeira amizade leva até Deus e à prática do Evangelho. Assim sendo, aquela que leve ao pecado, ao vício, ao crime não é verdadeira amizade.
Quem vive sem amigos, isolado, acaba ficando triste, solitário, egoísta, angustiado, pão-duro, só pensa em si mesmo, vive com medo de tudo e de todos, vive inseguro, torna-se antipático.
A amizade verdadeira traz muita alegria às pessoas e confiança na vida. Quem tem verdadeiros amigos e tem também Jesus por amigo vence com facilidade os problemas da vida. Jesus é um amigo que nunca vai nos "deixar na mão".

e) Para fazer
Escreva num papel os nomes das pessoas de sua família, de sua classe, de sua rua, que ainda não são seus amigos, e faça um plano para que passem a ser.

f) Para rezar
Senhor Jesus Cristo,/que fizeste tantos amigos em vossa vida aqui na Terra,/ajudai-nos a ter amigos/ que nos auxiliem a melhor amar-vos./ Vós, que sois Deus com o Pai,/ na unidade do Espírito Santo. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário