sábado, 11 de fevereiro de 2012

2-A DIVINDADE DE JESUS

13/04/16-

Agradeço a Deus por ter-me criado à sua imagem e semelhança e pela vida que tenho. Sei que ele respeita o nosso livre arbítrio e, da mesma forma que não impede que pequemos, também não nos livra de muitos incômodos, muitos dos quais justamente derivados dos pecados que cometemos.

Muitos me perguntam: “Por que Deus não me livra deste ou daquele problema”? Mas não me perguntam: “ Por que Deus me deixou fazer aquela besteira”? Se Deus permite pecar, deixará, também, as consequências dos pecados ocorrerem.

Muitos também não acreditam que Jesus é Deus, tão Deus quanto o Pai e o Espírito Santo. Que tristeza isso me dá! Tenho vários amigos Testemunhas de Jeová que são assim! Pessoas ótimas, excelentes, como um deles, Ancião deles, homem culto, excelente, digno de respeito e de honra, mas que não percebe a divindade de Jesus nas Escrituras! Por que eles não fazem um estudo histórico sério e sincero de como, na realidade, teve início esse grupo? De onde eles tiraram a ideia de que nossa bíblia está errada e a deles é que está correta?

Onde eles viram que todas as passagens do Novo Testamento, que diz que Jesus é Deus e as que re velam a Santíssima Trindade estão erradas? O que os autorizaram a mudar esses textos?

Citando um exemplo, no 1º capítulo de João, em que revela que o Verbo (a Palavra, o Filho de Deus, Jesus) de Deus é Deus, eles acrescentam “um” e escrevem Deus com letra minúscula. A frase é falseada, ficando deste modo: “E a Palavra era [um] deus”.

Oras bolas, a letra “theta”, maiúscula, em grego, é diferente da minúscula, embora parecidas:  (a primeira é a maiúscula e a segunda, minúscula)

Também nas cartas paulinas, quando menciona Jesus, Paulo o chama Kyrios, Senhor, que, em grego, significa o Senhor que ressuscitou, está no céu, e representa em grego as palavras Javé (ou Jeová) e Adonai, que é como no Antigo Testamento chamavam a Deus. Veja Romanos 10,9: “ Se confessares (...) que Jesus é o Senhor”.

Eu conheço várias passagens do Novo Testamento que afirmam a divindade de Jesus.

Romanos 9,5:- “Descende o Cristo (...) que é, acima de tudo, Deus bendito pelos séculos”.

Tito 2,13: “ Ao nome de Jesus todo joelho se dobre nos céus, sobre a terra e debaixo da erra” (dobrar os joelhos significa adorar).

Colos 2,9_ (Em Cristo) ”habita corporalmente toda a plenitude da divindade”.
2Cor 13,13: “A graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos vós”

Jesus é chamado Deus com o Pai e o Espírito Santo desde a ressurreição, mas alguns do século 19 acharam que todos até então erraram e que Ele não é Deus. Aí fundaram as Testemunhas de Jeová e, em época não muito diferente, os Mórmons, que também não acreditam na divindade de Jesus. Como pode, de repente, a fé em Jesus Cristo Deus e homem verdadeiro se tornar algo errado após 18 séculos?


Acreditem! Jesus é a segunda pessoa da Santíssima Trindade, Deus como o Pai e o Espírito Santo, 100% Deus e 100% homem. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário