domingo, 9 de agosto de 2015

NOV.NATAL n° 2-4º DIA


QUARTO DIA
ORAÇÃO PARA TODOS OS DIAS
INICIAL: um cântico, um terço ou uma dezena do terço.
FINAL:  Senhor Deus, que nós nos preparemos dignamente para o Natal de vosso Filho, tirando de nossos corações a tristeza, a falsa alegria, o desânimo, o apego ao pecado, o individualismo, a falta de amor e a falta de autodoação. Fortalecei-nos, para que transformemos a nós mesmos e o mundo que nos circunda, por Cristo, nosso Senhor, que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo. Amém.
PARA LER
1ª Tessalonicenses 3,12-13: “ O Senhor vos conceda que o amor entre  vós e para com todos aumente e transborde sempre mais, a exemplo do amor que temos por vós. Que assim ele confirme os vossos corações numa santidade sem defeito aos olhos de Deus, nosso Pai, no dia da vinda de nosso Senhor Jesus, com todos os seus santos”.
PARA RESPONDER
1- Como você entende o amor aos inimigos?
2- O que significa ter uma “santidade sem defeito”?
3- Você está preparado (a) para o seu julgamento após a morte? Por que?

PARA REFLETIR
O papa falou à Cúria Romana no Natal de 2014 que há também a “doença da indiferença para com os outros, quando cada um só pensa em si mesmo e perde a sinceridade e o calor das relação humanas (...). Quando, por ciúmes ou por astúcia, sente alegria ao ver o outro cair, em vez de levantá-lo e encorajá-lo”.
Não basta amar os próprios familiares. É preciso amar a todos os demais, inclusive os inimigos. Entretanto, há diferença entre amar e gostar. Nós não precisamos gostar de nossos inimigos, mas precisamos trata-los bem, como a seres humanos. “Se teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer (...).Estarás como que juntando brasas (de remorso, de arrependimento) sobre a cabeça dele”(Romanos 12,20).
Jesus nunca disse: “não tenhais inimigos”. Se os temos, é sinal de que não gostamos deles (Veja no blog “amar ou gostar”?)
Há alguns que não amam nem a família. Na semana passada ouvi um jovem dizer: “ Não sei onde está a minha mãe e nem quero saber. Quero que ela se dane e nunca apareça!” Eu tremi de indignação quando ouvi isso, e rezei por ele. Não pude falar nada, devido à circunstância em que nos encontrávamos.
“Santidade sem defeito” é a que não é fingida. Muitos se fazem de santos  para que os outros pensem que são santos. É apenas externa.
Santidade sem defeito implica sinceridade no amor a Deus e aos irmãos, e a luta para não pecar mesmo quando a sós. É estar sempre a serviço. Quantos conseguem nos enganar e um dia a “casa deles cai”!
Quanto ao julgamento após a morte, penso que ninguém está verdadeiramente preparado (a), mas a notícia boa é que se morrermos lutando contra o pecado, vamos receber o prêmio dos santos. Ainda temos um tempo, mesmo curto, para nos arrepender. Se você está fazendo esta novena, é porque ainda tem tempo!

O que não podemos é cair na tibieza, sermos “água-morna”, pois Jesus disse que gente água morna, ele vai vomitar de sua boca (Apocalipse 3,6).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DIGITE AQUI O SEU COMENTÁRIO