sábado, 9 de maio de 2015

A PALAVRA ESVAZIADA

 (17/04/15)
Costumamos usar de subterfúgios para mal entender a palavra do Senhor. Relutamos em dar explicações que nos deixem mais à vontade, sem precisar nos desinstalar de nossa vidinha tíbia e medíocre!
Já o profeta Jeremias admoestava os que pecavam, iam ao templo ofertar um animal a Deus e achar que estavam livres para retornarem ao pecado (confira Jeremias 7,1-11). Por que será que eu logo liguei isso com nossas confissões às vezes um tanto “fajutas”? Eu morro de vergonha quando tenho que confessar o mesmo pecado que da última confissão!
Um padre meu amigo sempre conta uma historinha: dois padres moravam em duas paróquias separadas por um grande rio. Uma vez por mês um deles ia até um ponto combinado e, de uma margem do rio, falava ao outro, na outra margem: “Padre Rui, eu fiz os mesmos pecados que da outra confissão!” O que estava ouvindo a confissão, após ter dado a absolvição, sem ouvir os pecados, gritava: “A sua penitência é a mesma que da outra vez”!
Quantas vezes confessamos os mesmos pecados?
Diz Lucas 14,33, depois da parábola do homem que começou a construir e não tinha como terminar, e a do rei que ia combater inimigos mas não tinha recurso suficiente para tanto: “Assim, quem não renunciar a tudo (=TUDO) o que tem, não pode ser meu discípulo”!
Pergunto:
1- Como entendemos essa frase?
2- Que mudanças ela implicaria em nossa vida, se for entendida como a lemos?
3- Segundo as duas parábolas concluídas por ela, é possível praticá-la sem a ajuda de Deus? Por que?
Quanto a mim, quero deixar bem claro que estou no mesmo “degrau da escada” que muitos de vocês: ainda não consegui levar essa frase de Jesus plenamente a sério.

Vamos rezar uns pelos outros para que um dia cheguemos a levar a sério, na prática de nossa vida, as orientações que Jesus nos dá! Sem “saídas estratégicas”!

DESIGUALDADE, POBREZA E VIOLÊNCIA


“No mundo, 56 mil pessoas morrem de fome por dia. E 1 bilhão de pessoas são permanentemente subalimentadas. Uma criança que morre de fome hoje é assassinada. Fome não é mais morte natural. É massacre criminoso organizado”.
Jean Ziegler
Sociólogo suíço e professor da Universidade de Genebra e da Sorbone (1).

Um estudo publicado pela organização não governamental Oxfam International em janeiro deste ano. Intitulado Working for the few (“Trabalhando para poucos”), o documento chama a atenção para as crescentes desigualdades socioeconômicas, que nos últimos anos têm sido motivo de grande preocupação não apenas para cidadãos e movimentos sociais, mas também para políticos, economistas e empresários.
De acordo com o estudo, sete em cada dez pessoas vivem em países onde as desigualdades aumentaram nos últimos 30 anos. Mesmo nas nações onde elas diminuíram – como é o caso, inclusive, de latino – americanas, entre as quais o Brasil – a distância entre ricos e pobres continua enorme. Dados do Global Wealth Report (“Relatório da Riqueza Global”), produzido pelo banco Credit Suisse, indicam que 10% da população global detêm 84% de todas as riquezas do planeta, enquanto os 70% mais pobres (mais de 3 bilhões de pessoas) ficam com apenas 3%.
Outra informação instigante: nos Estados Unidos, o 1% mais rico da população ficou com 95% da riqueza gerada após a crise econômica internacional de 2008, considerada a maior desde a grande quebra da bolsa de Nova York, em 1929. Enquanto isso, os 90% mais pobres – cujos impostos foram empregados para financiar o trilionário pacote de recuperação oferecido aos bancos pelo governo norte-americano – foram ainda mais prejudicados.
Situações como essa reforçam uma percepção cada vez mais difusa de que a política produz leis que beneficiam apenas os ricos. Uma pesquisa de opinião realizada pela Oxfam em seis países (África do Sul, Brasil, Espanha, Estados Unidos, Índia e Reino Unido) aponta que a maioria das pessoas (80% dos espanhóis, por exemplo) acredita que os ricos têm grandes influencia  sobre os rumos do país. “isso representa um desafio para a tentativa de fortalecer a participação politica e construir sistemas políticos inclusivos. Como disse o famoso juiz da suprema  Corte dos Estados Unidos, Louis Brandeis, ou temos democracia ou temos a riqueza concentrada nas mãos de poucos, não podemos ter ambas”.
O professor de economia política da Universidade Lumsa de Roma e do Instituto Universitário Sophia, o italiano Luigino Bruni é especialista em Economia de Comunhão, Economia Civil, Economia Social,  felicidade na economia e bens relacionais afirma: “Não podemos ignorar o fato de que preocupa muito a Europa e o Oriente Médio, tem também razões econômicas. Estudos demonstram que a desigualdade aumenta a violência e os confrontos étnicos. Se queremos evitar micro e macro confrontos de civilizações, devemos mudar as regras do jogo. Somente colocando os países mais pobres (penso no continente africano em particular) em condições de desenvolver-se economicamente será possível uma paz duradoura”.
O Futuro das Crianças
“Evidências recentes demonstram que a desigualdade de renda  e a desigualdade de oportunidade estão altamente relacionadas: O futuro de uma criança é fortemente determinado pelo Status socioeconômico de seus pais”, prossegue a organização, com base em pesquisa do professor Miles Corak, da Universidade de Ottawa, no Canadá.
O acesso á educação, por exemplo, é um elemento fundamental  para garantir a mobilidade social. De acordo com a Oxfam, as desigualdades salariais decorrentes dos diferentes níveis de instrução são aceitáveis  desde que todas as crianças partam de uma situação de igualdade de acesso á educação de boa qualidade. Quando isso não ocorre, as desigualdades socioeconômicas são perpetuadas de geração em geração. (2).
América Latina e Caribe continuam sendo a mais desigual do mundo, onde 82 milhões de pessoas vivem com menos de USS 2,50 por dia; onde 21,8 milhões de crianças e adolescentes estão fora da escola ou em risco de abandoná-la e 82 mil adolescentes vivem com o vírus HIV (3).
“Construir pontes, lutar contra a pobreza e edificar a paz. São essas as três principais linhas de ação da diplomacia da Santa Sé no pontificado do Papa Francisco” afirmou o Cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado de Estado do Vaticano (4).
Não deve só o Papa Francisco trabalhar em tais principais ações, mas todos devem intensificar com profunda consciência a luta contra a desigualdade, a pobreza e toda forma de exclusão. O respeito pela dignidade da pessoa humana é nossa missão concreta e de eficácia radical.
Nosso Senhor Jesus Cristo disse: “Pelo crescimento da iniquidade, o amor de muitos esfriará” (Mt 24,12). O ser humano tomado pela tamanha avareza, ambição e pela idolatria do poder e dos bens materiais, é totalmente frio, vazio, demeritório e desintegrado do bem comum.
Quando se esfria no amor, aquece o egoísmo; quando a caridade é congelada o calor da corrupção esquenta a ganância do dinheiro; quando o materialismo, o individualismo e a desigualdade imperam a pobreza, a miséria, a violência e o fanatismo tornam-se causa de riquezas para poucos, enquanto a fome, as desgraças e a morte para muitos.
De forma exortativa e tão abissal afirma Jesus Cristo: “Bem-aventurados os que têm fome e sede de Justiça” (Mt 5,6).
Dai a nossa luta pelo bem de todos, pela igualdade, liberdade, pela paz e pela justiça.
Pe. Inácio José do Vale
Professor de História da Igreja
Instituto de Teologia Bento XVI
Sociólogo em Ciência da Religião
E-mail: pe.inacio.jose@gmail.com

Notas:
(1)  O Globo-Prosa, 13/07/2013, p. 2.

(2)  Cidade Nova, março de 2015, pp. 23, 24 e 26.

(3)  O Globo, 05/10/2014, p. 19. 


(4)  O São Paulo, 18 a 24 de março de 2015, p.14.

ALGUNS CÂNTICOS

CÂNTICOS
1- EU LOUVAREI (5 VEZES) AO MEU SENHOR!
1- João viu o mundo dos redimidos e todos louvavam ao Senhor, /uns oravam, outros cantavam, e todos louvavam ao Senhor
2- Todos unidos alegres cantavam glória e louvores a Deus Pai:/ Glória ao Pai, glória ao Filho, glória ao Espírito de Amor!
3- Somos filhos, de ti, Pai Eterno, tu nos criaste por amor! Nós te adoramos, te bendizemos e todos cantamos teu louvor!

2-ADVENTO
1- Senhor, vem salvar teu povo, das trevas, da escravidão/ Só tu és nossa esperança, a nossa libertação! VEM SENHOR, VEM NOS SALVAR, VEM COM TEU POVO, VEM CAMINHAR (BIS)
2- Contigo o deserto é fértil, a terra se abre em flor, da rocha brota água viva, da terra nasce o esplendor ( Refrão)
3- Tu marchas à nossa frente, és força, caminho e luz. Vem logo salvar teu povo, não tardes, Senhor Jesus! (refrão)

3-ATO PENITENCIAL- 2- Perdão Senhor, por ter te ofendido, aos teus pés volto arrependido. Perdão Jesus, reconheço os meus pecados! Certeza tenho de ser perdoado.
PERDÃO SENHOR, SENHOR MEU DEUS, TEM PIEDADE DOS FILHOS  TEUS

4-ATO PENITENCIAL Senhor que viestes salvar os corações arrependidos!
PIEDADE, PIEDADE, PIEDADE DE NÓS! (BIS)
Ó Cristo que viestes chamar os pecadores humilhados!
Senhor que intercedeis junto a Deus Pai que nos perdoa

5-ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO Vai falar no evangelho Jesus Cristo, aleluia! Sua palavra é alimento, que dá vida, Aleluia! GLÓRIA A TI, SENHOR, TODA GRAÇA E LOUVOR (bis)
A mensagem da alegria, ouviremos, aleluia! De Deus as maravilhas cantaremos, aleluia!

6-ACLAMAÇÃO  DEUS está aqui, Aleluia! Tão certo como o ar que eu respiro, tão certo como o amanhã que se levanta, tão certo como eu te falo e podes me ouvir 
JESUS está aqui, Aleluia! Tão certo como o ar que eu respiro, tão certo como o amanhã que se levanta, tão certo como eu te falo e podes me ouvir
O ESPÍRITO está aqui, Aleluia! Tão certo como o ar que eu respiro, tão certo como o amanhã que se levanta, tão certo como eu te falo e podes me ouvir

7-Glória ao Pai dos homens, dos anjos, do mundo criador, R)- GLÓRIA A TI, SENHOR! Glória a Cristo, Filho de Deus, nosso irmão Redentor! (R) Glória Deus, Espírito Santo e santificador! R
8-OFERTÓRIO – Deus Eterno, a Vós louvor, glória à vossa majestade! Anjos e homens com fervor, vos adoram, Deus Trindade, Santo, Santo sois, Senhor, cante a terra com amor (bis)
Pai Eterno, a criação, que chamastes vós do nada, que sustenta a vossa mão, com acorde imenso brada: quem me fez foi vosso amor, glória a vós, Pai Criador!
Filho Eterno, nosso irmão, vossa morte deu-nos vida! Vosso sangue, salvação, toda a Igreja agradecida: exaltando a vós, Jesus, glórias cante a vossa cruz! (B)
Espírito Santo do Amor, eis vos louvam vossos santos, qual de um íris o fulgor, entoando eternos cantos: nós também, com grato ardor, celebramos vosso amor

9-     COMUNHÃO – Ao lado teu, Senhor, ao lado teu, venço sereno a dor que me abateu, no meu dolente pranto, serei feliz enquanto permanecer, Senhor, ao lado teu!
Ao lado teu, Jesus, ao lado teu! Brilha serena a luz, no caminho meu! Brame feroz tormenta, o meu valor sustenta, quero lutar, Jesus, ao lado teu!
Ao lado teu, feliz, ao lado teu, minha alma te bendiz, Senhor, Deus meu! No derradeiro dia, na paz e na alegria, quero morrer feliz, ao lado teu
  
10-DEUS ENVIOU seu Filho amado, para morrer em meu lugar. Na cruz pagou por meus pecados, mas o sepulcro vazio está, porque ele vive!
R-PORQUE ELE VIVE, EU POSSO CRER NO AMANHÃ. PORQUE ELE VIVE, TEMOR NÃOHÁ! MAS EU BEM SEI QUE MEU FUTURO ESTÁ NAS MÃOS DO MEU JESUS, QUE VIVO ESTÀ (BIS)
Um dia eu vou cruzar os rios e verei, então, um céu e luz, e verei que lá, em plena glória, vitorioso vive e reina o meu Jesus!
A minha vida está nas mãos de Deus! Confio a Ele os problemas meus. Sei que Maria me levará um dia à liberdade, pois seu Jesus comigo está.

11-MAIS PERTO ó Deus, de Ti, mais perto sim! Também quando uma cruz me leva a ti.
R-SE AO SOL SE ESTENDE A FLOR, E OS RIOS VÃO AO MAR, PERTO DE TI, MEU DEUS, QUERO MORAR (BIS)
A pérfida ilusão me fere o coração. Quão triste eu fiquei quando eu te deixei!
R-ONDE EU SONHAVA AMOR, JAMAIS O CONSEGUI. TUDO É FRIEZA E DOR, LONGE DE TI (BIS)
Suavíssima uma voz me segredou. Eu a conheci, Senhor, era a tua voz.
R- E QUAL SERVO FIEL, LOGO TE RESPONDI: CONSERVA-ME, Ó JESUS, PERTO DE TI!

12-EU NAVEGAREI no oceano do Espírito e ali adorarei ao Deus do meu amor (bis)a
R- ESPÍRITO, ESPÍRITO, QUE DESCES COMO FOGO, VEM COMO EM PENTECOSTES, E ENCHE-ME DE NOVO (BIS)
Eu adorarei ao Deus de minha vida, que me compreendeu sem nenhuma explicação (BIS)

13-NÓS VOS SAUDAMOS em cada dia, Imaculada Ave Maria, Imaculada, Salve!
No mar da vida, fulgente guia, sois aos errantes Ave Maria, Imaculada, Salve!
Também na morte, amor valia, de vós teremos Ave- Maria, Imaculada, Salve!

14-VIRGEM PURÍSSIMA, mãe do Senhor! Ó candidíssima, célica flor!
R- Ó CARINHOSA, OS FILHOS OLHAI! TODOS AO PÁTRIO CÉU NOS GUIAI! (BIS)
O vosso auxílio, ó Mãe de amor, de nosso exílio consola a dor!
Sois de clemência manancial, vossa potência não tem igual!

15-NESTE DIA, Ó MARIA, nós te damos nosso amor! (bis)// Céus e terra, estão cantando, celebrando teu louvor (bis)./// Dá-nos sempre, mãe querida, nesta vida, puro amor (bis).///E na morte, no momento, traze o alento do Senhor (BIS)

16-ESPERO EM TI, SENHOR, quando eu vejo que as aves não ceifam, mas cantam teu santo louvor. Espero em ti, Senhor, quando eu vejo que os lírios não tecem, mas vestem roupagens de luz
R- QUANDO EU VEJO UMA CRUZ, ONDE O TEU CORAÇÃO ME PROVOU TEU AMOR, ESPERO EM TI, SENHOR!
Espero em Ti, Senhor, quando eu vejo no sol e no orvalho presentes de teu grande amor. Espero em Ti, Senhor, pois eu sei que por nós, pobrezinho, nasceu o Teu Filho, Jesus!
R- QUANDO EU VEJO UMA CRUZ, ONDE O TEU CORAÇÃO ME PROVOU TEU AMOR, ESPERO EM TI, SENHOR!
Espero em ti, Senhor, quando eu sinto teu sopro de vida aumentar o teu reino de amor. Espero em Ti, Senhor, sei que o teu coração vencerá a ingratidão dos que erram, sem luz
R-SEI QUE UM DIA VIRÁ QUANDO ENTÃO HAVERÁ UM REBANHO E UM PASTOR, ESPERO EM TI, SENHOR!