quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

EV. JOÃO CAPÍTULO 14


v.1- Há pessoas que creem em Deus, mas não creem em Jesus, ou seja, que Jesus seja Deus, como os muçulmanos, judeus, mórmons, testemunhas de Jeová, budistas. Eles não creem na divindade de Jesus e, por consequência, não creem na Santíssima Trindade.

v.2- Jesus nos garante a existência do paraíso, a que todos somos convidados. Temos uma "morada" reservada lá. Pena que ela nunca vai ser ocupada por aqueles que recusam Deus em sua vida! Peço sempre a Deus que eu não esteja no número dessas pessoas.

v.3- Jesus voltará no juízo final, mas dessa vez, glorioso; não mais como um homem limitado pela natureza.

v.4-6- Jesus é ao mesmo tempo o Caminho, a Verdade e a Vida, nossa única comunicação com o Pai. Mesmo quando nos dirigimos diretamente ao Pai, é por meio de Jesus que o fazemos, pois ele assumiu nossa natureza humana justamente para se esse elo de ligação entre nós e Deus.

v.7-11- Deus é infinito e só conseguimos vê-lo totalmente em Jesus Cristo, que é homem e Deus verdadeiro e por isso pode ser visto e abrangido por nossa vista.


v.12-14- Jesus, glorificado no céu, não é mais limitado, mas todo poderoso, e pode nos ajudar em plenitude. Quanto a fazer tudo o que lhe pedimos, é preciso lembrar que Deus nunca nos dá aquilo que, de certa forma, pode nos afastar da salvação eterna. Isso é justamente porque ele nos ama!

v.15- Até na vida normal, do dia a dia, isso é verdadeiro: sempre levamos a sério a pessoa que amamos e que nos ama!

v.16-17- O Espírito Santo, que recebemos no Batismo como vida, e na Crisma, como força. 

v.18- Deus sempre está conosco. Nós é que às vezes nos afastamos dele pelo pecado. Como diz o nosso papa Francisco, Deus nunca se cansa de perdoar. Nós é que nos cansamos de pedir perdão!

v.20- Estamos enxertados em Cristo, como o ramo que está enxertado na videira. 

v.21- Fazer a vontade de Deus, guardar os mandamentos, é a maior prova de amor. É a "porta" que abre nossa comunicação com Deus, como no Apocalipse 3,20: "Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele comigo".

Amar a Deus, antes de tudo, é deixar que ele nos ame, deixar que ele faça conosco o que quiser. Diz um bispo (esqueci quem disse isso) "Deus nos aceita como somos para nos transformar naquilo que ele quer que sejamos".

v.23- "Faremos nele morada"= nós nos tornaremos templos de Deus, templos da Santíssima Trindade!

v.26- O Espírito Santo anima e dá vida à Igreja. A Igreja nasceu no dia de Pentecostes, quando o Espírito Santo desceu sobre os que seguiam Cristo e os santificou, os fez entender tudo o que ele havia ensinado.

v.27- A paz que Cristo nos dá não se baseia na "sombra e água fresca", mas na confiança de que não estamos sozinhos e de que nada nos poderá perturbar se Deus estiver conosco. "Nada te perturbe, nada te espante, tudo passa. Deus nunca muda. A paciência tudo alcança. A quem a Deus tem, nada lhe falta. Só Deus basta! (Parte da poesia de Santa Teresa D'Ávila). A fé nos dá confiança e segurança. 
Aconteça o que nos acontecer, sabemos estar nas mãos misericordiosas e poderosas de Deus. É isto o que importa. 

v.28- O Pai não é, realmente, maior do que Jesus, enquanto Deus. Os testemunhas de Jeová se apoiam neste versículo para dizer que Jesus não é Deus. Não é bem assim! Enquanto Jesus estava no mundo, ele, como 100% homem, ao mesmo tempo continuando sempre 100% Deus, estava sujeito às necessidades humanas: frio, fome, calor, cansaço, medo, nudez, ir ao banheiro (ou o que correspondia ao banheiro), tomar banho etc. Nesse sentido, enquanto homem sujeito a tudo isso, ele estava numa posição inferior ao Pai. Mas, ao morrer, tudo isso acabou e ele ficou plenamente Deus e homem, mas sem nenhuma fraqueza ou necessidade. Veja a respeito Filipenses 2,6-10: "Jesus Cristo não se apegou ciosamente a ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens (...), humilhando-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DIGITE AQUI O SEU COMENTÁRIO