sexta-feira, 9 de agosto de 2013

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA

PROPOSTA CELEBRATIVA PARA O DIA DO CATEQUISTA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA – 25 de Agosto de 2013
(ou em qualquer época)

*Espaço Celebrativo:( Flores, Bíblia,Cruz. Velas, Documento n. 26 da CNBB e outros símbolos que falam de renovação na catequese).

*Comentarista: Queridos(as) Catequistas! 

Hoje, domingo, Dia do Senhor, a Igreja no Brasil celebra o Dia do Catequista e dos outros ministérios e serviços da comunidade. Reunidos como discípulos e discípulas de Nosso Senhor, desejamos louvar e bendizer a Deus em primeiro lugar pela vocação de cada um. Pois “Jesus chamou os que desejava escolher”. (Mc 3, 13 ). Agradecer por todos aqueles que ouviram o chamado do Mestre e disseram SIM. Senhor, “eis-me aqui, envia-me”(Is 6, 8).Com alegria também queremos trazer presente no altar do Senhor de maneira muito especial os mais de 30 ANOS DO DOCUMENTO CATEQUESE RENOVADA (nº 26 da CNBB). Revendo o caminho, é possível perceber quantas conquistas foram alcançadas como frutos desse documento, grande presente do Espírito para nós. Quantos encontros, semanas catequéticas, seminários e simpósios foram realizados. Quantos subsídios e Manuais surgiram desde então. Por tudo isso, queremos hoje dar graças a Deus. 


1. RITOS INICIAIS 

1.1 Procissão de Entrada: O Presidente acompanhado por todos os catequistas da comunidade (estes poderiam estar com uma vela acesa porque transmitem a fé da Igreja aos catequizandos). 

1.2 Comentarista: Acolhendo a procissão de entrada, cantemos juntos:

Senhor se tu me chamas eu quero te ouvir, se queres que eu te siga respondo, eis-me aqui. 

1. Profetas te ouviram e seguiram tua voz, andaram mundo afora e pregaram sem temor. / Seus passos tu firmastes sustentando seu vigor. Profeta tu me chamas: vê Senhor, aqui estou.

Senhor se tu me chamas eu quero te ouvir, se queres que eu te siga respondo, eis-me aqui. 

2. Os séculos passaram, não passou, porém tua voz que chama ainda hoje, que convida a te seguir. / Há homens e mulheres que te amam mais que a si, e dizem com firmeza: vê Senhor, estou aqui.

Senhor se tu me chamas eu quero te ouvir, se queres que eu te siga respondo, eis-me aqui. 



1.3 Saudação Inicial – por conta do presidente da celebração.

1.4 Ato Penitencial:

Comentarista: queremos trazer presente nesta celebração nossa revisão pelo que deixamos de fazer, pela nossa falta de coragem em testemunhar com ousadia e poder o Evangelho do Senhor.Também neste Ano da Fé reconhecemos nossa falta de fé nos momentos mais críticos de nossa e vida e do ministério da catequese. 

*Catequista: Senhor, nestes trinta anos de caminhada da Catequese Renovada, que orienta para uma formação sistemática dos catequistas, queremos te pedir perdão, pelas vezes que não valorizamos os encontros de formação, que não aprofundamos tua Palavra e não fomos presença na celebração e na vida da comunidade.

Senhor, piedade, ó Cristo piedade. Piedade de nós compaixão, Senhor. (bis).

*Catequista: Cristo, a catequese renovada nos chama para uma experiência de Encontro Contigo, que ajude os catequizandos a conhecerem a Ti. Pelas vezes que não testemunhamos e não falamos de ti e do Teu amor, te pedimos perdão.

Senhor, piedade, ó Cristo piedade. Piedade de nós compaixão, Senhor. (bis).

*Catequista: Senhor muitas vezes não fomos missionários e não nos nos dedicamos de coração pela transmissão da fé, te pedimos perdão.

Senhor, piedade, ó Cristo piedade. Piedade de nós compaixão, Senhor. (bis).

- Celebrante conclui com a oração: “Deus todos poderoso tende....”

1.5 Hino de Louvor: Demos Glória ao Pai pelo Filho, no Espírito por toda obra de evangelização em sua Igreja, cantando com alegria (a escolha da equipe de liturgia com a coordenação de catequese.)

1.6 Oração do Dia 

2. LITURGIA DA PALAVRA 

2.1 Acolhida a Palavra

(Bíblia ou Lecionário, ladeado com duas velas e trazidos por catequistas).

Comentarista: A Sagrada Escritura é o Livro por excelência da Catequese, e esta é a grande responsável de colocar nas mãos de crianças, jovens e adultos a Palavra de Deus. Acolhamos com alegria esta Palavra Santa que é a luz que ilumina a catequese e sustenta a nossa vocação, cantando:

“É como a chuva que lava é como fogo que arrasa. Tua Palavra é assim, não passa por mim sem deixar um sinal.”

2.2 Primeira Leitura – Is 66,18-21

2.3 Salmo: 116(117)

2.4 Segunda Leitura – Hb 12,5-7.11-13

2.5 Canto de Aclamação: a escolha da equipe de liturgia com a coordena-ção de catequese.



2.6 Evangelho - Lc 13 , 22-30

2.7 Homilia - Tema: “Todas as pastorais e movimentos são responsáveis pala catequese, ou seja pela transmissão da fé”.

2.8 Profissão de Fé: enquanto os/as catequistas acendem as velas no Círio Pascal, motivar o mantra:

Canto: Ó luz do Senhor que vem sobre a terra, inunda meu ser, permanece em nós. 

- O Presidente da Celebração: (explica o sentido deste gesto) para depois perguntar: Vocês crêem em Deus Pai todo-poderoso, criador do céu e da terra e assim o ensinam na catequese?

* Catequistas: Sim creio.

- Sacerdote: Vocês crêem em Jesus Cristo único Senhor e Salvador e o seguem com fidelidade, levando os catequizandos a fazer a experiência do encontro pessoal com Ele?

*Catequistas: Sim creio e procuro segui-lo na fé, testemunhando-o aos meus catequizandos.

- Sacerdote: Vocês crêem no Espírito Santo que com o Pai e o Filho formam a melhor comunidade de amor e incentivam os catequizandos a ter uma vida comunitária?

*Catequistas: Sim creio e incentivo.

- Sacerdote: Vocês crêem que a Igreja Santa e Católica é caminho mais eficaz para a construção do Reino de Deus na história rumo ao Reino definitivo e ajudam a todos a vivenciar esta mesma fé nessa Igreja fundada por Cristo?

*Catequistas: Sim creio e procuro testemunhar.

Conclusão - Sacerdote: Esta é a fé da Igreja que no batismo recebestes. Renovai-a neste Ano da Fé e esforçai-vos para propagá-la e cultivá-la naqueles que vos foram confiados na catequese.

*Catequistas: Assim seja e para isto conto com a graça de Deus.


3. LITURGIA EUCARÍSTICA 


3.1 Apresentação das Oferendas: aqui os catequistas das diversas comunidades podem trazer junto com o pão e o vinho, elementos que simbolizam a catequese: Livro usado para dar catequese, Sagrada Escritura, Catecismo da Igreja Católica etc.

3.2 Canto: a escolha da equipe de liturgia com a coordenação de cateque-se.

3.3 Oração Eucarística - segue normal até depois da comunhão, se o presidente achar oportuno os catequistas poderiam comungar no altar recebendo das mãos do presidente o Corpo e o Sangue do Senhor.


4. RITOS FINAIS 

4.1 Ação de Graças: de acordo com cada realidade seria bonito se na Ação de Graças após o silêncio de adoração, a Equipe de liturgia ou o próprio padre/diácono fizesse uma homenagem a todos os catequistas e lhes desse uma pequena lembrança (cartão, um bombom etc) e ao entre-gar a lembrancinha a Equipe de Música cantasse um canto de homenagem aos catequistas e a sua belíssima missão. 

4.2 Convite: o Padre poderia convidar mais pessoas da comunidade a serem catequistas e a procurar após a Celebração a coordenação da Catequese para preencher uma ficha, para futuramente passarem por uma formação. 

4.3 Envio dos catequistas: Antes da Benção Final o presidente convida todos os catequistas a se colocarem diante do altar e lhes apresenta uma Bíblia (ou mais, de acordo com a quantidade de catequistas e da realidade) aberta na qual todos colocam sua mão direita, ou em sua direção. 

4.1 Comentarista: A Bíblia é o livro por excelência da catequese. O Catequista é, por isso, considerado ministro da Palavra e sua missão é dar a conhecê-la para que seja amada e vivida. 

4.2 Sacerdote: Animados pelo Espírito Santo e enviados pela comunidade continuai o caminho de educação da fé que tem sua fonte na Palavra de Deus. E que esta Palavra também seja Luz e força para realizar esse apostolado de transmissão da Fé, juntamente com o Catecismo da Igreja Católica.

4.3 Benção: Estendendo as mãos invoca a Benção de Deus de forma solene:

*Que o Senhor vos proteja e vos guarde,

*Que faça iluminar sobre vós a sua face e vos dê a Paz!

*(e dirigindo-se a todos): Abençoe-vos o Deus todo-poderoso, o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Todos: Amém.

Canto final: a escolha da equipe de liturgia com a coordenação de catequese.


4. CONFRATERNIZAÇÃO


De acordo com cada realidade seria edificante se depois da Missa, houvesse uma confraternização de todos os catequistas (ex: churrasqui-nho na casa de alguém , onde cada um levasse algo, como salada, a carne etc; ou cada um levasse um prato de salgado e refrigerante para a confraternização.

Abraço fraterno,

Pe. Flávio Júnior 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

DIGITE AQUI O SEU COMENTÁRIO