sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

LUCAS CAPÍTULO 20



Lucas 20,1-8 - A AUTORIDADE DE JESUS QUESTIONADA

A autoridade de Jesus é demonstrada pela veracidade de suas palavras e pelos milagres, que tanto os sacerdotes como os escribas e anciãos ignoraram, Ainda hoje mais de quatro bilhões de pessoas não aceitam sua autoridade e sua divindade (os não-cristãos). 

Lucas 20, 9-19 - PARÁBOLA DOS VINHATEIROS HOMICIDAS

Esta parábola é a própria história do povo de Deus, que matou e rejeitou os profetas, e vai também contra os escribas e os chefes dos sacerdotes, que fizeram com que Jesus (o filho do dono da vinha) morresse. Deus é o dono da vinha, os vinhateiros são as autoridades do povo judeu, os servos são os profetas, o filho do dono é Jesus.

Lucas 20,20-26- O TRIBUTO A CÉSAR

Se Jesus falasse que era lícito pagar o imposto, eles o poderiam mandar matar, acusando-o de estar a favor do império; se Jesus falasse para não pagar, poderiam acusá-lo de insubordinação e também poderia ser punido. Com a resposta do v. 25, Jesus quer lembrar que:
1- César não é um deus, pois Jesus o distingue da divindade: "Dai a César...e dai a Deus..."
2- O próprio César é uma criatura de Deus e lhe deve obediência.

Lucas 20,27-40- A RESSURREIÇÃO DOS MORTOS

Muitas pessoas, mesmo atualmente, têm essa ideia materialista a respeito do paraíso. É uma outra realidade, uma outra vida. São João Bosco teve uma visão com S. Domingos Sávio, que tinha sido em vida seu aluno, morreu com 15 anos, que lhe mostrou uma faísca de luz rápida e pequena, mas que cegou D. Bosco por uma semana. Disse-lhe, então, o santo: "Essa faísca de luz é uma ínfima parte da luz de Deus que vemos no céu. Entretanto, essa faísca seria suficiente para iluminar o universo inteiro"!
S. Paulo, a caminho de Damasco, ficou cego ao ver a luz que envolvia Jesus: era uma luz mais clara do que o sol do meio-dia!
Amigo(a), o paraíso é muito melhor do que a melhor coisa que haja em sua vida. Ele será uma surpresa (agradável) para todos nós, sem exceção. 
Quanto ao exemplo dado pelos saduceus, havia a lei de Moisés que estabelecia que se um homem morresse sem deixar descendência, seu irmão deveria casar-se com a cunhada viúva, e os filhos nascidos desse novo casamento seriam considerados não do marido atual, mas de seu irmão falecido. Veja Deuteronômio 25,5.

Lucas 20,41-44- CRISTO, FILHO E SENHOR DE DAVI.

A resposta significa isto: "embora descendente de Davi pela sua origem humana (Mt 1,1-17), o Messias tinha caráter divino, que o tornava superior a Davi e que este havia profetizado". 

Lucas 20 45-47 - JESUS JULGA OS ESCRIBAS

O correto é fazer o contrário do que eles faziam, ou seja, viver uma vida simples e pobre, no anonimato, nunca buscando bajulações, sendo sóbrio em tudo, nunca enganando a ninguém, estando sempre a serviço de todos, como ele, Cristo, nos ensinou, não só com suas palavras, mas também com seus exemplos e modo de vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DIGITE AQUI O SEU COMENTÁRIO