sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

LUCAS CAPÍTULO 14


  
Lucas 14, 1-6 - CURA DE UM HIDRÓPICO NO SÁBADO

Mais uma vez Jesus é condenado por curar no sábado. E mais uma vez ele responde aos fariseus que a caridade, a misericórdia, é superior à guarda do sábado (para nós, o domingo), e não só não quebra o preceito, mas o dignifica e o honra ainda mais.

Gostaria de chamar a atenção aqui para o fato de que Jesus, mesmo desfrutando do banquete desse chefe dos fariseus, não se  intimidou e contrariou as convicções dele. Já vi muita gente dobrar-se às ideias de outros para não perder o prestígio com eles. Que dizer, por exemplo, de um padre que fosse "abençoar" a união fajuta de um casal famoso, já casados com outros cônjuges, para obter a ajuda à sua obra social? Ou é ou não é matrimônio. Não há meia medida. Se empreendemos uma obra social, devemos também confiar na Providência Divina, se essa obra social for mantida por motivos religiosos. 

Lucas 14,7-11-A ESCOLHA DOS LUGARES

A luta pelos postos mais elevados, pela honra, pelo privilégio, pelo poder, é uma verdadeira praga hoje em dia. Hoje (02/03/13) é o segundo dia em que estamos sem papa, pois Bento XVI renunciou anteontem, dia 28 de fevereiro, às 20 horas (16 hs. de Brasília). As críticas que apareceram na mídia foram muitas. Entre elas, constata-se que a luta pelo poder e a ganância de tantos senhores, do clero ou mesmo de leigos que dirigiam o Banco do Vaticano e estavam lá há mais de trinta anos em cargos importantes, inclusive do governo do Vaticano. Quanta miséria espiritual encerra essa luta pelo poder e pela riqueza!

Jesus é bem claro: só entra em seu Reino os que aprendem a servir, os que aceitarem os últimos lugares, os que são pequenos e humildes. Quando vamos aprender que quanto mais buscamos os poderes terrenos, mais nos distanciamos da "Árvore da Vida que está no Paraíso de Deus"?

Lucas 14,12-14 - A ESCOLHA DOS CONVIDADOS

Devemos fazer tudo sem interesse, ou seja, apenas por amor. A comunidade e o nosso coração devem estar abertos a todos, mas sobretudo aos que não podem nos retribuir. Gratuidade= essa é a maior virtude de Deus. ele faz tudo de graça! Por mais que o agradeçamos com atos, ou com palavras, nunca vamos mudar, em nada, ao que Ele é. Ao passo que nós, mesmo quando damos uma esmola aparentemente sem nenhum interesse, na verdade muitas vezes estamos fazendo aquilo para irmos para o céu, e então já não é mais uma ação plenamente gratuita!

Lucas 14, 25-33 - RENÚNCIA DE TUDO

"Odiar", aqui, é um hebraísmo. Jesus não exige o ódio, mas sim o desapego completo e imediato. Veja Lucas 9,57-62 (BJ).

No versículo 26 percebe-se a opção mais ascética de Lucas ao colocar a mulher como uma das renúncias.
v.33- Versículo difícil de praticar. Viver como se nada possuíssemos, confiar plenamente na Providência de Deus. Tirar de nossos atos tudo o que vem de nós, para que Deus possa agir: "Quem não renunciar a tudo o que possui, não pode ser meu discípulo". 

Os padres e religiosos são chamados a viverem essa opção, já que renunciaram até a uma esposa e filhos próprios para viverem totalmente para Deus. Os leigos devem pelo menos ter um coração aberto para viverem uma vida de partilha e amor mútuo.  

Lucas 14, 34-35 - SAL DA TERRA

Se todo o sal da terra perdesse o poder de salgar, o que usaríamos para salgá-lo? Não encontraríamos nada! Precisaríamos nos acostumar a comer tudo sem sal!

Assim também a nossa vida: se nós, que pregamos o evangelho, perdêssemos a fé, quem iria nos trazê-la novamente? Se nós somos os pregadores, quem iria pregar a nós?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

DIGITE AQUI O SEU COMENTÁRIO