terça-feira, 10 de julho de 2012

SOBRE A DIVISÃO DOS 10 MANDAMENTOS




Um anônimo deixou um comentário sobre a nossa  postagem "CATEQUESE 2012 – 17)- OS MANDAMENTOS E O SERMÃO DA...", dizendo que se tornou evangélico e não concorda com a divisão dos 10 mandamentos, etc. Veja a questão que ele coloca e a minha resposta:

Senti a necessidade de escrever alguma coisa do gênero quando, logo depois de convertido, sentei-me a comparar o Livro1 o qual utilizei na minha "Crisma", com a Bíblia Sagrada. Parei na página 35, sexto capítulo intitulado: Os Mandamentos: Nova Aliança. Encontrei o Seguinte texto transcrito:

"Os Dez Mandamentos da Igreja Católica apresentam os Mandamentos do Decálogo de Moisés em forma resumida:
Amar a Deus sobre todas as coisas
Não tomar Seu santo nome em vão
Guardar domingos e festas de guarda
Honrar pai e mãe
Não matar
Não pecar contra a castidade
Não furtar
Não levantar falso testemunho
Não desejar a mulher do próximo
Não cobiçar as coisas alheias."


Abri então a Bíblia no Livro do Êxodo 20:1-17:

Para minha surpresa, os mandamentos da Catequese Católica não eram os mesmos da Bíblia Sagrada. Não contente com a pesquisa, julgando eu que o livro fosse "ultrapassado" (embora essa minha primeira impressão fosse completamente descabida, uma vez que as doutrinas bíblicas não mudam), supondo que a igreja tinha corrigido o erro, pesquisei na Internet e encontrei alguns sites (2) oficiais de Catecismo Católico com a mesma descrição doutrinária. Conclui então que havia uma séria discrepância. Abri então minha Bíblia Católica (3), que comprei recentemente com o objetivo de ler os livros apócrifos, e li o devido trecho da Escritura que era exatamente igual a minha Bíblia. E mais: ao lado de cada mandamento, o seu respectivo número assinalado em algarismos romanos, inclusive o segundo mandamento!!! Pergunto eu: se os teólogos romanos insistem em dizer que "... a questão já foi exaustivamente justificada ao longo dos séculos pela igreja...", (4) porque então não reproduzem corretamente a porção do texto bíblico referente? Porque adulteram e contradizem a própria Bíblia Católica, inculcando na mente dos jovens adolescentes, mandamentos que não correspondem a Palavra de Deus (uma vez que o segundo mandamento é excluído e o décimo repartido em dois)? Imagens...
Postado por Anônimo no blog Catequese, Evangelho, Vida Eterna! em 29 de junho de 2012 03:29

                     MINHA RESPOSTA


Não sou especialista em Bíblia, infelizmente, mas devo notar que "Amar a Deus sobre todas as coisas" e " Amar ao próximo como a si mesmo" resumem todos os mandamentos possíveis e imagináveis, inclusive os de Moisés, e foi-nos dado pelo próprio Jesus Cristo. 

Quem ama a Deus sobre todas as coisas, não pratica a idolatria, seja em relação a imagens como em relação a sexo, drogas, artistas de cinema, cantores, times de futebol, poder, dinheiro e não adora a própria bíblia, como muitos fazem. 

Ainda quanto a imagens, acho que nenhum protestante ou evangélico seria capaz de jogá-la ao chão e pisoteá-la, pois é "sagrada". Ela é sagrada, mas não é Deus! Se um evangélico respeita assim a bíblia, como algo sagrado, que na verdade é um conjunto de folhas de papel com tinta em forma de letras (Veja bem, nós,católicos, respeitamos muito a bíblia, às vezes até mais do que os protestantes, pois na missa há uma reverência toda especial com a palavra de Deus ), se um protestante a respeita assim, por representar a palavra de Deus, por que não pode, um católico, respeitar a imagem de alguém que "deu duro" aqui na terra para viver sem pecado, para dar bom exemplo, ou mesmo se a imagem for de Maria ou de  Jesus Cristo?

Se alguém adorasse as imagens, isso seria errado. Mas não adoramos imagem nenhuma. Só a veneramos, como eu venero a foto de minha mãe morta, como o namorado beija a foto da namorada etc. 

Quanto ao último mandamento, não podemos relegar a mulher a um mesmo plano que o boi ou os objetos de uma pessoa. A mulher é algo especial, assim como o homem. Se seguirmos ao pé da letra a lei de Moisés, só o homem não pode desejar a mulher do próximo! A mulher poderia desejar à vontade o "homem " do próximo, pois no mandamento não diz que não pode. 

Acho que a tarefa da Igreja, seja ela qual for, é adaptar a palavra de Deus às diversas épocas, sem cair no pecado, é claro.
Veja o que eu digo sobre as imagens no mesmo blog. Há também o site, cujo link você encontra na coluna da direita do blog. 

Agora eu lhe pergunto: a bíblia encerra muitas contradições que não podemos levar ao pé da letra, pois foi muito manipulada no início. Quem matou Golias? Em 1Samuel 17,4, diz que foi Davi. Em 2Samuel 21,19 diz que foi outra pessoa..

Meu amigo, escreva sempre. Não tenho, infelizmente, muito tempo para digitar, mas farei o possível. Mas eu lhe digo: continue com a sua fé, pratique os mandamentos, e se santifique, como diz o sermão da montanha. O resto é secundário. Só Deus basta! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DIGITE AQUI O SEU COMENTÁRIO