sábado, 21 de julho de 2012

MATEUS CAPÍTULO 15




Mateus 15,1-9:- A TRADIÇÃO DOS FARISEUS

Jesus combate a hipocrisia dos fariseus, aproveitando-se de uma pergunta maldosa deles, sobre lavar ou não as mãos antes de comer, que era um preceito puramente humano. Deus nunca mandou fazer ou deixar de fazer isso. Jesus mostrou-lhes que eles quebram leis mais sérias e divinas, por causa do apego ao dinheiro. É que naquele tempo, “honrar pai e mãe” significava, principalmente, não deixar faltar nada aos pais, principalmente quando não podiam mais trabalhar. Ora, os fariseus e os escribas mandavam os filhos consagrarem (e entregarem no templo) o dinheiro que seria gasto com os pais, e diziam que com isso, eles não seriam obrigados a cuidar financeiramente do pai e da mãe! Claro que os velhinhos poderiam até morrer de fome! Se os fariseus fazem isso, diz Jesus, por que então eles e os discípulos não poderiam comer sem lavar as mãos, se com isso não estão prejudicando a ninguém?

Mateus 15,10-20:- PURO E IMPURO

Aproveitando-se do que aconteceu no trecho anterior, Jesus instruiu as pessoas sobre o que é puro ou impuro, pecado ou não. O versículo 19 elucida bem o que Jesus disse e acho que não há necessidade de outras explicações.

Apenas lembro que em nossa vida atual, há certas regrinhas de comunidades e associações que às vezes impedem que as pessoas pratiquem a caridade, até estimulam fofocas e coisas desse tipo. Devemos ser mais sérios e praticar a caridade, utando muito contra o pecado e as más ações, e deixar de lado certas “coisinhas” externas, que fazemos às vezes para nos convencermos ou convencer os outros que estamos agindo bem. Deus nos vê continuamente, estejamos certos disso, e perscruta nossos corações.

Que a caridade e a misericórdia sempre sejam os critérios de nossas ações.

Mateus 15,21-28:- A CURA DA MULHER CANANÉIA

Os gentios (pagãos), como era o caso dos cananeus, eram apenas “cães” aos olhos dos judeus. Jesus lembra disso à mulher, atenuando pelo diminutivo “cachorrinhos”. A mulher humilhou-se e pediu pelo menos as “migalhas” das graças que Jesus concedia aos judeus, povo de Deus. Jesus gostou da fé que a mulher possuía e concedeu-lhe a graça da cura da filha. Um pormenor é que Jesus concedeu essa graça a uma pessoa dos gentios, mas dentro da terra de Israel. Esse fato atenuou bastante o gesto de Jesus atender uma cananéia e ao mesmo tempo estava mostrando que os gentios tinham os mesmos direitos que os judeus diante de Deus. A mulher conseguiu o que muitos do povo de Deus não haviam conseguido...

Migalhas”:- Na verdade, poderiam ser pedaços de miolos dos pães usados para limpar as mãos depois de terem pegado na carne. Esses pedaços de miolo usados eram jogados aos cães, sob a mesa.

Mateus 15, 29-31:-CURAS JUNTO AO LAGO

Jesus veio trazer a paz e uma vida feliz e saudável. Ele não quer que ninguém sofra. O sofrimento é fruto do pecado. Se Jesus consente numa doença, é para o próprio bem da pessoa.

Mateus 15,32-30: 2ª MULTIPLICAÇÃO DOS PÃES
Veja, por favor, o que eu comentei em Mt 14,13-21..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DIGITE AQUI O SEU COMENTÁRIO