sábado, 19 de maio de 2012

A GULA



Este é um outro vício que requer orientação médica. Geralmente as pessoa culpam sua gordura à gula. Entretanto, a própria gula já é efeito de uma causa, como a ansiedade, o nervosismo, a frustração...

Para acabar com a gula, além da orientação médica, a pessoa precisa também de uma orientação psicológica para vencer o estado de ansiedade e angústia. Muitas vezes a prática em si da religião, de modo sadio, já nos permite dominar isso.

Sinta-se filho(a) de Deus, amado sobremaneira por Ele. Ele nos perdoa, e não há por que se preocupar, sentir-se culpado (a), desprezado(a), na fossa, ou coisas assim, Deus nos ama como somos, e não como desejaríamos ser. Ele nos acolhe, seja o que quer que sintamos, qualquer problema que tivermos. Veja o que nos diz Jesus em Mateus 11,28-30: “Vinde a mim todos os que estais cansados sob o peso do vosso fardo e eu vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para vossas almas, pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.”

É bobeira nossa ficar preocupados com isto ou aquilo. Trabalhando com paciência, as coisas acabam se ajeitando, se colocarmos nossa confiança em Deus.

COMO DEIXAR

1- Procure um médico endocrinologista e um diretor espiritual. Coloque ao diretor espiritual seus problemas, seus complexos de culpa. Faça uma boa confissão.

2- Faça caminhadas diárias, contacto com a natureza.

3- Tome chás naturais calmantes

4- Não fique sem fazer nada, pois isso favorece a gula. Esteja sempre ocupado(a).

5- Quando tiver vontade de comer fora de hora, tome um chá calmante natural, adoçado com adoçante dietético ou sem adoçar, ou mesmo alguns copos de água. Ajudam bastante.

6- Coma pouco, mas mais vezes ao dia, e não fuja de alguns horários que você estabelecerá para você mesmo (a). Quando quiser comer fora de horário, pense que dali a tantos minutos ou horas você irá se alimentar, e esse pensamento o (a) ajudará a esperar a hora marcada.

7- Sobretudo, procure um trabalho apostólico dentro da Igreja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário