sábado, 19 de maio de 2012

AFETIVIDADE TRUNCADA



A Igreja Católica diz que o único modo permitido de um relacionamento sexual é o exercido dentro de um casamento verdadeiro, entre um homem e uma mulher. Tudo o que estiver fora desse parâmetro não é permitido. A bíblia, sobretudo o Novo Testamento, principalmente as cartas de São Paulo, confirmam essa atitude da Igreja.

A castidade é sempre possível e desejável por Deus, tanto fora como dentro do casamento. Fora do casamento, deve haver castidade plena. Dentro do casamento, a castidade se refere principalmente em não se manter relações sexuais contra a natureza.

A masturbação é um vício que pode ser vencido sem dano algum para a saúde. O método mais prático é diminuindo aos poucos. Sem esse vício, a pessoa fica mais livre, mais leve, tanto física como espiritualmente, e dá-se mais à oração e às coisas divinas. O corpo compensa a continência, nos homens, com a polução noturna involuntária. Se você não sabe o que é isso, procure na internet, por favor.

O adultério é bastante condenado na bíblia. São João Batista morreu por denunciar o adultério de Herodes com Herodíades.

O homossexualismo, mesmo quando não deixa a pessoa, pode ser vencido e controlado com a oração, o hobby sadio, o trabalho, os esportes sem contato físico com outros. Dificilmente uma pessoa homossexual deixa a tendência. Mas a prática homossexual, com a graça de Deus, pode, sim, ser vencida, com a oração e a vigilância.

Podemos buscar a castidade na vigilância, na oração e, principalmente, não recalcando os problemas, os traumas e coisas desse tipo. A maior causa de recaídas nesse campo são os recalques.

O que é um recalque? Explico: quando você empurra uma bola, ela tende a pular para fora com a mesma intensidade com que você a empurrou. Assim os nossos pensamentos: quanto mais os recalcamos, mais fortes ficam. Desse modo, se um diabético vê um doce, ele recalca o desejo de dizer que o doce não presta, está estragado, engorda, ou coisa desse tipo. Se fosse história em quadrinhos, no quadrinho seguinte ele estaria comendo o doce todo.

Nessa historia do diabético, ele não estará recalcando se reconhecer que não pode comer doces, apesar de estar uma delícia, pois faz mal à sua saúde. Vai, então, fazer uma gelatina diet e conseguirá vencer a vontade de comer o tal doce.

Aplique isso a qualquer pensamento que você está querendo que saia de sua cabeça: em vez de enfrentá-lo, SUBSTITUA-O por outros pensamentos, por alguma conta de cabeça, como por exemplo, quanto é 230 mais 163. Naturalmente o pensamento indesejável vai deixando você em paz.

O maior problema nesse assunto é que é difícil não querer ter o pensamento. Eles deleitam a mente e nos torna fracos para querer que eles nos deixem.

Se você está querendo deixar um relacionamento sexual com alguém, a única forma de vencer isso é não mais encontrar esse alguém, até que a atração diminua de força. Se isso não for possível, não fique sozinho (a) com ele (ela) nem por um só momento. Ninguém é forte nesse assunto. Todos somos fracos, dependendo da pessoa com quem estivermos.

A oração, a vigilância e o jejum (de alimentos e de outras coisas, como a televisão) são armas poderosas para vencermos essas tentações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DIGITE AQUI O SEU COMENTÁRIO