sábado, 19 de maio de 2012

AS DROGAS



O uso das drogas, seja do jeito que for, só traz aborrecimentos, prejuízos e até a morte. Para esse tipo de vício não há como se tratar em particular: procure um médico especialista ou uma casa de recuperação.

COMO DEIXAR

1- Procure um grupo de recuperação. Há sempre pelo menos um em cada cidade.

2- Aos pais dos drogados: há dois modos de lidar com isso, mas seria preciso consultar os grupos especializados em familiares dos dependentes químicos. Um desses métodos é o amor-exigente: os filhos que não querem seguir as normas da casa, devem ir morar em outro lugar. É um método drástico, e se for empregado, os que dele participam devem ter muito cuidado para a coisa não ficar pior.
O outro método é baseado na compreensão, carinho, amor. A brutalidade, violência e xingação não vão surtir efeito algum e até pode levar o que se droga a ir mais ao fundo do poço. Tente conversar com ele (ela) numa boa, não só como pai/mãe, mas também como amigo/amiga. Esse carinho, entretanto, deve ser exigente e firme. Tenha cuidado para não entrar nas mentiras do dependente químico, nem em suas chantagens afetivas. Para curar, o remédio às vezes é amargo!

3- Pratique esportes, ou pelo menos, caminhadas longas.

4- Chás naturais calmantes, como a erva-cidreira (capim santo)

5- Nunca fique sem fazer alguma coisa . Ocupe-se sempre, mesmo quando estiver de folga O descanso é mudar de atividade.

6- Não frequente amigos que se drogam. Forças negativas, quando se soma, só dão positivo em matemática: na vida real, não fazem mais do que aumentar a carga negativa. É preciso uma força positiva que neutralize a negatividade.

7- Leia bastante livros bons. Muitas pessoas, no mundo todo, se converteram a partir da leitura de bons livros.

8- Reze. A oração é a única forma de darmos liberdade para que Deus entre em nossa vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DIGITE AQUI O SEU COMENTÁRIO