quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

A AVE-MARIA.

AVE-MARIA, CHEIA DE GRAÇA, O SENHOR É CONVOSCO, BENDITA SOIS VÓS ENTRE AS MULHERES E BENDITO É O FRUTO DE VOSSO VENTRE, JESUS. SANTA MARIA, MÃE DE DEUS, ROGAI POR NÓS, PECADORES, AGORA E NA HORA DE NOSSA MORTE. AMÉM.

1)- “Ave-Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco”:- Essa saudação do anjo quer dizer que Maria foi indicada por Deus para uma missão especial aqui na terra. Pode ser encontrada em Lucas 1,28  

2)- “Bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto de vosso ventre”:- Este trecho está em Lucas 1,42 , no encontro de Maria com Isabel. Quer dizer que Maria é a escolhida entre todas as mulheres pra ser a mãe de Jesus, que é o mesmo Filho de Deus, que se fez homem em Maria. Maria é um ser humano comum, não é uma deusa, mas é um pouco superior a nós, por não ter nascido com o pecado original: ela foi concebida de modo imaculado, sem pecado. É isso que significa “Imaculada Conceição”. Ela participou ativamente na redenção da humanidade, ao aceitar ser Mãe de Jesus, Mãe de Deus. Há mesmo alguns títulos que lhe dão, como de “Co-redentora”.

3)- “Santa Maria, Mãe de Deus”:- É a frase dita por Isabel em Lucas 1,43: “Donde me vem que a mãe do meu Senhor me visite?”. Se Maria é Mãe de Jesus, e se Jesus é Deus, Filho de Deus, Maria é então, realmente, a mãe de Deus, e não só da parte humana de Jesus.

4)- “Rogai por nós, pecadores”:- A INTERCESSÃO DOS SANTOS E DE MARIA: -A intercessão pode ser vista na bíblia toda, no que se refere a pessoas intercedendo por outras. Veja por exemplo Gênesis 18,17-33 (Abraão intercede por Sodoma e Gomorra); João 17 (Jesus intercede por todos os que viviam e que viveriam no futuro); Isaías 53,10 a 12, (um dos cantos do servo de Javé, em que ele intercede por todos.).

O raciocínio é o seguinte: Se eu posso rezar, interceder por você agora, em que ambos somos pecadores, por que eu não poderia continuar a rezar por você se eu morresse e fosse para o céu? Os santos evitaram o pecado e viveram santamente. Maria, Mãe de Deus, Imaculada, Sempre Virgem, por que não poderia rezar conosco, pedindo a proteção de Deus para nós? Quer dizer que eu posso rezar por e com você, mas Maria não pode? São Benedito não pode?

Jesus não mente nunca. E ele nos contou a história do Lázaro, pobre, e do rico pão duro, em Lucas 16, 19-31. Ambos morreram e o rico pediu a intercessão de Abraão para que seus irmãos fossem avisados, e até pediu que Lázaro ressuscitasse e fosse lá convencer seus irmãos. Disse e repito: se não fosse desse modo, Jesus nunca teria contado essa história.

Quando pedimos a intercessão de Maria ou de alguma pessoa que viveu em santidade, na verdade estamos pedindo que ela reze conosco, a fim de que Jesus interceda por nós ao Pai e recebamos aquela graça. Nós acreditamos, como os outros cristãos, que Jesus é o nosso único intercessor junto ao Pai.

Os anjos também intercedem por nós, como podemos ver em Mateus 18,10; Jó 5,1; cap. 33,23-24; Salmo 91,11-13; Apocalipse 8,3; Zacarias 1,12 (o anjo intercede por Jerusalém). Não há como negar esses textos todos! A Igreja é unida, reza unida, seja a parte dela que ainda está aqui (a Igreja padecente), seja a parte dela que já está no paraíso (a Igreja triunfante).

5- “Agora e na hora de nossa morte”. Maria está sempre presente em nossa vida, se quisermos, e até na hora de morrer. Jesus teve a presença dela na cruz, quando morria, em João 19,26-27, hora em que ele nos deu Maria como mãe, ao dizer a São João: “Eis aí tua mãe” e a Maria: “Eis aí o teu filho”.Deus não faz acepção de pessoas. Se deu a João Maria como mãe, também a dá a nós. Quem pede a proteção de Maria, sobretudo rezando o rosário, tem sua proteção na certa na hora da morte.

Dizem os santos escritores que Maria deu o seu “sim” a Deus não apenas na hora da anunciação do anjo, mas durante toda a sua vida, com sua consagração a Deus e ao seu Reino. Veja mais sobre Maria, a seguir:

A VIRGEM MARIA

IMACULADA CONCEIÇÃO: é o fato de Maria ter sido concebida sem o pecado original. Nós recebemos essa graça no nosso Batismo. Maria a recebeu em sua concepção. Em Lourdes ela revelou a Santa Bernardete que ela realmente foi concebida sem o pecado original.

ASSUNTA AO CÉU: Maria foi assunta, foi levada ao céu de corpo e alma após sua morte. Essa sua assunção é a antecipação da ressurreição de todos nós. Na Bíblia há apenas a assunção de Henoc e de Elias (veja em Gênesis 5,22-24; Hb 11,5; 2ª Reis 2,11), mas provavelmente isso não aconteceu. O autor sagrado simplesmente anotou tradições orais encontradas na época, que por sua vez, visavam proteger os restos mortais desses dois profetas.

MARIA NÃO TEVE OUTROS FILHOS: Jesus é o único Filho de Maria. Ela foi virgem a vida toda. Jesus era seu filho único. A maior prova disso está em João 19,25-27, em que Jesus pede que João (Apóstolo) tome conta de sua mãe e diz para Maria que fosse morar com ele. Ora, se Maria tivesse outros filhos, Jesus não teria nenhuma necessidade de pedir isso a João, pois haveria seus irmãos para dela cuidarem. Todos eram obrigados a seguir essa norma: A viúva tinha que morar e ser atendida pelos filhos. Se Jesus era o único filho, então dá para entender por que ele deixou Maria aos cuidados do Apóstolo João: porque, sendo filho único, não havia nenhum irmão que o substituísse no cuidado da mãe. Essa norma pode ser vista em 1ª Timóteo 5,4; Deuteronômio 5,16 e Mateus 15,4.

Os chamados “irmãos” de Jesus são, na verdade, seus primos e parentes próximos. Em Mateus 10,2-3, por exemplo, vemos que existem dois Tiagos, um deles chamado “irmão do Senhor” (Gálatas 1,19). Ora, um deles era filho de Alfeu e o outro, de Zebedeu (confira na citação àcima de Mateus). Nenhum dos dois era filho de José!

Há outros exemplos de como os primos e até sobrinhos eram chamados de irmãos, como em Gênesis 11,31 e cap. 13,8 (combinar os dois textos), em que Abraão chama o filho de Lot, seu sobrinho, de “irmão”. Em algumas bíblias mais modernas, mudaram o nome “irmão” para “parente”; no original, entretanto, está “irmão”. Na língua hebraica e aramaica não existe a palavra “primo”. Em grego, língua do novo testamento, existe, mas só foi usado uma vez, em Colossenses 4,10, “Anépsios”. Nas demais vezes, a palavra usada é “adelphos”, irmão.

OS TÍTULOS DE MARIA:- Quanto aos inúmeros títulos de Maria, é costume chamá-la por vários nomes, títulos, pois é nossa mãe, já que Jesus, seu Filho, é nosso irmão. São muitos títulos, mas uma só Maria, a Mãe de Deus. Não são pessoas diferentes, como muitas pessoas pensam. Assim, quando chamamos N. Sra. Aparecida, N. Sra. de Lourdes, de Fátima, da Salete, de Guadalupe, da Conceição, das Graças, de Loreto, da Paz, Rosa Mística, da Ponte, Auxiliadora, Mãe dos Homens, do Rosário, da Consolata, do Monte Serrat, do Carmo, etc, estamos chamando a mesma e única Maria, nossa Mãe querida.

Maria, como não tem mancha alguma de pecado, reflete totalmente a maravilhosa graça de Deus, nesses seus inúmeros títulos: cada título de N. Sra. Corresponde a um aspecto dessa graça de Deus. Diz uma frase no Santuário Nacional de Aparecida: “Peça à Mãe que o Filho atende!”. Para ser devoto de Maria, temos de atender ao pedido que ela fez nas bodas de Caná: “Fazei tudo o que ele (Jesus) disser”.

\Pergunto: Quantas Ave-marias há num rosário de quatro terços?

Quantas mais ou menos você reza por dia?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DIGITE AQUI O SEU COMENTÁRIO