quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

A OBEDIÊNCIA


OS ENSINAMENTOS DE JESUS

Jesus nos salvou porque obedeceu ao Pai durante toda a sua vida, e esta á a virtude mais difícil de ser cumprida: a obediência. Obedecendo a Deus, aos nossos superiores, aos nossos chefes no trabalho, sempre acertaremos e teremos paz e confiança. É claro que eu excluo aqui ordens que contrariam a lei moral ou a vontade de Deus.

Jesus obedeceu plenamente ao Pai, deixando por um tempo as “mordomias” divinas para ser igual a nós em tudo, menos no pecado (Filipenses 2,6-11). Só quem faz a vontade de Deus entrará no céu (Mateus 7,21)

Muitas coisas que se escrevem a respeito da obediência e de outras virtudes, mostrando desvios que diminuem a intensidade da renúncia de nós mesmos para praticá-las, correm o risco de se trair a palavra de Jesus sobre o assunto, de modo que ela caiba em qualquer situação. Há um autor, Felicisimo Rodriguez, espanhol, que fala muito sobre esse assunto em seu livro sobre a vida religiosa: “A maior traição que se faz ao texto evangélico é diminuir tanto a sua intensidade que ele caiba em qualquer situação em que vivermos”.

Vejo isso, por exemplo, numa denominação religiosa moderna, com muitos adeptos (a igreja universal) que aprova o aborto em pessoas estupradas. Estou certo de que Deus vai retirar suas bênçãos sobre os que apregoam esse assassinato e dizem que é coisa correta. O “bispo” que comanda essa denominação diz mais: que se deve abortar a criança para que ela não passe fome depois que nascer. Meus Deus, que monstruosidade! 

Como Deus poderia abençoar uma coisa dessas? Qualquer tipo de assassinato, inclusive qualquer tipo de aborto, é condenado por Deus e isso foi ratificado por Jesus. Quem segue conscientemente esse tipo de doutrina põe em perigo a sua salvação. Seja qual for o motivo pelo qual uma mulher ficou grávida, ninguém, NINGUÉM MESMO pode matar a criança, esteja ela em que estágio da gestação estiver.

Concluindo o assunto “obediência”, digo que se o superior que estiver dando a ordem for idôneo, honesto, devemos simplesmente obedecer, sem nos preocupar com mais nada. Poderíamos até conversar sobre a ordem recebida, dialogar com quem a deu, desde que isso não seja motivo de desavença e inimizade. “O combinado não é pesado”, diz o ditado.

Pergunto? Você obedece sem reclamar aos seus pais, no caso das crianças, ou aos seus superiores, no caso dos adultos?

Jesus obedeceu em tudo ao Pai. O que você acha disso?

Qual é a maior dificuldade na obediência, no seu ponto de vista?

Nenhum comentário:

Postar um comentário